Tudo que você precisa saber sobre o Imposto de Renda 2022.

24 de março de 2022


 

No dia 07 de março começou a correr o prazo para os brasileiros acertarem suas contas com o Imposto de Renda da pessoa física, válidos para 2022 com ano base de 2021. Neste ano o prazo de entrega segue até 23h59 (horário de Brasília) do dia 29 de abril. Para que você fique por dentro de tudo sobre o IRPF 2022 e tire todas as suas dúvidas, a Anacon Contabilidade preparou um material especial com tudo que você precisa saber sobre esse tema.

Qual o prazo para entrega do IRPF em 2022?

O prazo para entrega da declaração do Imposto de Renda Pessoa Física 2022 (ano base 2021) iniciou-se no dia 7 de março e vai até as 23h59 do dia 29 de abril (horário de Brasília). Esta é uma mudança importante em relação a 2021, quando o prazo foi ampliado até o mês de maio. Em 2022 a Receita espera receber mais de 34 milhões de declarações.

É necessário ficar atento ao prazo já que quem atrasar e não conseguir cumprir o prazo, terá que pagar uma multa de 1% sobre o imposto devido, com valor mínimo de R$ 165,74 e máximo de 20% do imposto devido.

Quem precisa declarar?

  • Permanece obrigado a declarar neste ano, entre outras situações, quem ganhou acima de R$ 28.559,70 em 2021. O valor é o mesmo da declaração do IR do ano passado; Contribuintes que receberam rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma tenha sido superior a R$ 40 mil no ano passado; quem obteve, em qualquer mês de 2021, ganho de capital na alienação de bens ou direitos, sujeito à incidência do imposto, ou realizou operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas; quem teve, em 2021, receita bruta em valor superior a R$ 142.798,50 em atividade rural; quem tinha, até 31 de dezembro de 2021, a posse ou a propriedade de bens ou direitos, inclusive terra nua, de valor total superior a R$ 300 mil; quem passou para a condição de residente no Brasil em qualquer mês e se encontrava nessa condição até 31 de dezembro de 2021; quem teve isenção de imposto sobre o ganho de capital na venda de imóveis residenciais, seguido de aquisição de outro imóvel residencial no prazo de 180 dias.

ATENÇÃO: o Auxílio Emergencial é considerado rendimento tributável.

Qual a documentação necessária para fazer a declaração? 

É importante que você organize toda a documentação e comprovantes necessários para entregar sua declaração e o faça o quanto antes, evitando atrasos e multas. Para isso, você vai precisar de:

  • Documentos pessoais (RG, CPF, comprovante de residência e dados bancários);
  • Informe de rendimentos (a empresa deve fornecer);
  • Documentos pessoais dos dependentes (CPF obrigatório);
  • Informe de rendimentos financeiros e de aplicações ou extrato de aplicações (fornecidos pelo banco);
  • Comprovantes de despesas médicas (nome, endereço, CPF ou CNPJ do prestador, data e assinatura do médico caso não seja uma nota fiscal);
  • Comprovantes de despesas com ensino;
  • Extrato de Previdência Privada;
  • Documentação do Plano de Saúde;
  • Documentação de imóveis e veículos (inclusive financiados);
  • Recibos de pagamento ou recebimento  de aluguel;
  • Recibos de doações;
  • Incluir: Contrato social das empresas as quais é sócio; 
  • Documentação de consórcios contemplados ou não; 
  • Extrato do carnê leão, caso seja autônomo.

Onde fazer a declaração?

Você pode realizar a declaração via app da Receita Federal – disponível nas lojas de aplicativos Google play ou App Store -, através do Programa Gerador da Declaração (PGD), disponível no site da RFB, ou pelo serviço “Meu Imposto de Renda”, disponível no Centro Virtual de Atendimento (e-CAC).

O que é preciso informar na declaração do IRPF anual?

Todos os seus rendimentos durante o ano de 2021, inclusive os isentos e não tributados pelo imposto de renda como: bens, despesas médicas, gastos com educação, aluguéis, pagamento de pensão alimentícia, dependentes, saque do FGTS e indenizações por acidente de trabalho, operações na bolsa de valores, entre outros. 

É importante ressaltar que nem todas as despesas poderão ser deduzidas de seu imposto final, mas é fundamental incluir todas essas informações.

Como acompanhar a situação da declaração do meu Imposto de Renda? 

Assim que finalizar a sua declaração é possível consultar o processamento acessando o e-CAC através do portal do GovBR, acessando; vá até a opção “Meu Imposto de Renda” e lá você terá acesso ao status de sua declaração, além de acompanhar a liberação de sua restituição ou emitir suas guias de imposto, caso seja apurado IR a pagar.

Para acessar o portal será necessário ter um certificado digital ou criar um código de acesso. O processo é simples: você precisará informar seus dois últimos números de recibo da declaração de IRPF, e caso não possua, a senha pode ser gerada em um posto da Receita Federal.

Referências: g1.globo.com – contabilizei.com.br

Pronto! Depois de realizar todos esses passos você está em dia com a sua obrigação e agora é só aguardar a restituição. Se ainda tiver dúvidas, fale com a Anacon Contabilidade. Contamos com uma equipe de profissionais altamente capacitados para te auxiliar na declaração do Imposto de Renda 2022.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Iniciar conversa
Olá como posso te ajudar?
Como podemos te ajudar?